Social Icons

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Falta de Magia

Dia de Natal, ainda todos dormem depois de uma consoada calma, sentada aqui a olhar para a nossa árvore que é a mais bonita de sempre, este ano comprámos uma nova, grande e robusta e enchemo-la também com enfeites novos, a velhinha pediu a reforma no ano passado depois de nos proporcionar muitos Natais felizes.

Natal para além de ser época do amor, da esperança e Paz, traz nos também uma certa nostalgia, é inevitável compararmos com outros já passados quando outros membros da família ainda estavam presentes, memórias de épocas passadas quando a casa se enchia de família e amigos para um convívio feliz.

Gosto de Natal em festa, gosto de ter a casa cheia! As crianças vão crescendo e parece que a magia vai desaparecendo, a nossa alquimia está enfraquecendo apesar do esforço na criação do ambiente Natalício, reduz se à alquimia da cozinha que é onde ainda podemos ir buscar um bocadinho do sabor do passado para revivermos uma bocado o momento.

A alegria na abertura das prendas já não é a mesma, preferem dinheiro a prendas inúteis e a longa lista para o Pai Natal deixou de ser feita e por isso, ele também já não vem... pelo menos por uns anitos... Aquela expectativa mágica, o sorriso e o brilho nos olhos da verdadeira felicidade que só as crianças nos conseguem oferecer, é magia.

Um dia vamos tê-la de volta, tenho a certeza, mas enquanto isso não acontece vamos vivendo o Natal com mais calma e pelo menos em Paz o que já é muito bom.

Feliz Natal a todos.

Merry Chistmas

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

EDIFÍCIO DO POVO - XANGAI - EXPO 2010




A forma peculiar deste edifício não é por acaso, na perspectiva da filosofia oriental, um simbolismo que vai para além da semelhança com o sinal caligráfico com o qual se identifica.
O corpo que emerge da água é dedicado a actividades de cultura física, desportos, etc., enquanto que o corpo emergente da terra tem como destino actividades de “enriquecimento espiritual”. Muito interessante!

sábado, 13 de dezembro de 2008

Eu acredito no Pai Natal


Parece infantil, parece irreal mas eu acredito no Pai Natal. Talvez não aquela figura rechonchuda, barbuda vestido de vermelho que a coca-cola nos impôs mas que através dela vamos fazendo com que as nossas crianças também acredite no pai natal nessa época do ano.

Os meus filhos acreditavam no Pai Natal até há bem pouco tempo, sei que no fundo já desconfiavam bastante, mas não queriam que a magia acabasse, aquela magia infantil que só existe para quem acredita e que se Deus quiser vão manter a tradição e a magia para as nossas gerações futuras.

A magia que abre os nossos corações que nos faz ficar mais solidários e generosos para todos aqueles que precisam. Consumismo ou não, é uma época para dedicarmos à felicidade dos outros, fazer acontecer os pequenos sonhos que o dinheiro pode comprar e afinal de contas o que é o dinheiro senão para o gastar?

É tão bom ver a cara de alegria das pessoas que conseguiram ter aquilo que desejavam ou da boa surpresa que tiveram, pode ser só um prazer momentâneo mas é um prazer real do dar e receber que muitas vezes o ano passa a correr e parte do carinho e amor também foi ficando para trás.

É bom mantermos os nossos sonhos, afinal é preciso sonhar para depois de criar. Quando somos pequenos acreditamos no pai Natal e quando crescemos tornamo-nos no pai Natal por isso afinal o Pai Natal existe mesmo.

Ideias para prendas de Natal

Para quem ainda não fez as compras como eu, aqui vão umas ideias giras e úteis, algumas já estão nas lojas é só procurar por elas.



















sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Ver para Crer


Um projecto muito ambicioso encomendado pela Administração Municipal de Hong Kong à firma de arquitectura de Vincent Callebaut. Nada é impossível mas criar um ecossistema, espaços geradores de biodiversidade e auto-suficientes, que produzam mais energia do que aquela que consomem, parece saído da ficção científica.

Hong-Kong que é provavelmente a cidade mais superlotada do mundo, com uma densidade de 30 000 habitantes/km2, uma selva de betão autêntico, quem já lá esteve conhece bem do seu nível de poluição e que alguma coisa teria de ser feita para melhorar a qualidade de vida dos seus habitantes.

Por um lado é bom saber que o homem consegue chegar a uma solução para tentar resolver a questão de poluição e ´devolver um pouco a Natureza´ às cidades super densas, por outro parece que tudo está-se a transformar em artificial, mas é necessário intervir e é necessário experimentar para se poder transformar.

Talvez a ficção já é realidade e o futuro é agora, vou esperar para ver e só vendo e sentindo é que posso acreditar que é real.

Até lá ficamos com uma ideia.




segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Um dia de luxo....


Foi um dia de luxo ontem! Um dia na sorna sem fazer absolutamente nada. Com este frio e esta chuva é tão bom poder ficar em casa e não fazer absolutamente nada. Deixar ficar na cama para ler, ver televisão, um filme inteirinho sem interrupção ou preocupação de almoço nem jantar e dormitando no belo prazer. Ouvir a chuva a bater nos vidros, sim ouvir, desde anteontem que só cai granizo e com um bocadinho mais de sorte ainda volta a nevar por estas bandas, seria tão bonito...

É feriado hoje e com o tempo que está também não apetece fazer grande coisa, talvez começar a decorar o nosso lar com os enfeites de Natal, afinal de contas nesta quadra há sempre certa magia no ar e porque não começar a contribuir pela magia e prolongá-la por mais tempo. As luzes de Natal traz nos sempre aquela alegria e fantasia da infância , o vermelho, o dourado e o verde são as minhas cores preferidas para esta época.

Este ano vamos ter uma árvore nova, com algumas decorações novas também, as nossas duas árvores velhas estavam tão velhinhas que achamos que estava na hora de serem substituídas, afinal de contas já tinham ambas mais de duas décadas. E penso que assim será passado o nosso feriado da Restauração da República.
 

As visitas em numeros

Ocorreu um erro neste dispositivo