Social Icons

quarta-feira, 30 de junho de 2010

We´re out! Mas ganhamos um novo herói!


Acabou o sonho se foi algum...nunca tive grandes esperanças neste mundial, mas o jogo com a Korea do Norte encheu-nos de Ego e até que jogamos bem com o Brasil e o Queirós, não sei se pensou sozinho ou se alguém o ajudou mas mostrou inteligência. O jogo com a Espanha não foi a mesma coisa...estavamos perdidos...a primeira parte ainda fomos ganhando coesão e fomos para intervalo com alguma esperança mas a segunda parte foi o descalabro total, enfim...resumindo, os Espanhóis eram melhores que nós e mereciam ter ganho e mais nada!

Agora, temos um guarda redes excepcional, temos e merecia muito mais, merecia ir para uma final! Parabéns Eduardo, és o maior, o maior sucesso é o que te desejo!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

O Valioso Tempo dos Maduros



Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.
Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.

Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana, que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade...
Só há que caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.
O essencial faz a vida valer a pena.

E para mim, basta o essencial!
(Mário de Andrade)
 

As visitas em numeros

Ocorreu um erro neste dispositivo