Social Icons

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Promessa de um filho


Foi o título de uma reportagem dada há dois dias na TVI, de uma promessa feita pelo senhor Primeiro Ministro em Novembro de 2007 a casais estéreis que até hoje não foi cumprida e na minha modesta opinião, ainda bem!

Promessa em comparticipar em 100% as despesas da fertilização em vitro desses casais! O Sr. PM quando prometeu não deve ter pensado bem pois não? Existem cerca de 400 a 500 mil casais nestas condições, é doloroso não ter filhos, mas é mais doloroso ainda,sofrer de alguma doença! Como é possível alguém com saniedade mental prometer semelhante coisa quando o Serviço Nacional de Saúde nem sequer comparticipa os doentes com dores, com doenças como Artrite Reumatóite ou uma doença Periodontal ou doenças mais graves ainda? Velhotes que nem sequer comem porque o dinheiro vai todinho para os medicamentos? Agora querem o dinheiro dos contribuintes para luxos como fertilização em vitro?

Que tal organizarem os sistema de adopção como deve ser e facilitar os casais interessados nesse processo, em vez de entregarem as crianças já com 5 ou 6 anos? Facilitar também o processo nos empregos, criar estabilidades para com que os jovens casais possam ter filhos mais cedo para evitarem ter filhos depois dos 30 e assim estarão muito mais ferteis!

Assim, a fazer promessas dessas, num País sem condições para e se as cumprir, vai ser um grande problema, como será a selecção dos casais para tal? Será que todos terão direito? E os casais que não estão em condições de pôr um filho no mundo? E o pior, o processo todo, é que estima-se 5000 € para cada fertilização e não para cada casal e sabendo como essas coisas funcionam, muitas vezes só acerta à quinta ou sexta fertilização, se assim fôr vamos ter uma geração de gente muito cara vamos!

Sem comentários:

 

As visitas em numeros

Ocorreu um erro neste dispositivo