Social Icons

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Atravessando o Limiar da Esperança


Faz hoje 3 anos que Papa João Paulo II libertou do seu corpo já debilitado para juntar ao seu tão querido Pai. Não posso deixar de lembrar desse dia que perdemos a nossa maior referência Espiritual na Terra, foi como perder algo dentro de nós.

Papa João Paulo II não era indiferente para ninguém mesmo para quem não seguisse a sua religião. A bondade e a compreensão transbordavam naquele Homem, que tanto fez para trazer Paz e Amor ao nosso Mundo.

Ensinou-nos tanto durante a sua Pontífice, ligou-nos á Igreja e a ele mas o melhor de tudo foi de ligar a Humanidade ao amor, à paz e à família. Deu-nos a entender que Deus era único, independente da religião de cada um, desde que praticássemos o bem e que o direito de amar e liberdade era para todos.

Tenho saudades dele, mesmo nos seus dias de maior sofrimento. Havia quem o criticava, em como não deveria mostrar ao mundo a sua fragilidade, a sua doença, que deveria resignar e deixar o lugar para outro. Como se o que estava em jogo era apenas um cargo importante. Mas ele mostrou ao mundo como nunca deveremos desistir nem nos últimos momentos. Ele nunca desistiu de nós, lutou por nós até ao fim, sabia que precisávamos dele e mesmo a sofrer, com um corpo cada vez mais debilitado mostrou-nos em como o seu espírito estava cada vez mais forte e o seu amor por nós cada vez maior. A missão dele acabou há 3 anos, o Pai chamou-o e finalmente teve de ir. Sinto por vezes desamparada…quando no Natal ou na Páscoa aquela janela do Vaticano se abre, a figura que aparece não é bem o que esperava, não é bem o que sinto. Não deve ser nada fácil substituir este Homem tão especial e nem todos os homens conseguem ser como ele. Sei que Ele está a olhar para nós e a orar por nós, também deve estar muito triste a ver o caos em que o Mundo se tornou nestes últimos 3 anos mas vamos ter esperança e força como ele teve, também não vamos desistir, um dia vamos também Atravessar o Limiar da Esperança.

Sem comentários:

 

As visitas em numeros

Ocorreu um erro neste dispositivo