Social Icons

sábado, 1 de novembro de 2008

Pão-por-Deus


Hoje é dia de todos os santos e nas terriolas como a minha, celebram-se para a miudagem o Pão-por-Deus. Há onze anos quando cá cheguei, não fazia a mínima ideia do que se tratava o pão-por-deus.

No primeiro ano após a nossa chegada, a miudagem vizinha vieram buscar os meus filhos para irem para o pão-por-deus, só precisavam de levar um saco e andar muito, diziam. Como viemos da cidade a desconfiança era sempre muita e deixar os miúdos de 6 e 4 anos andarem por aí, sem vigilância, era qualquer coisa que não imaginava mas como via as outras crianças todas a andarem de um lado para outro e em grupos lá dei as minhas instruções de segurança e deixei-os ir.


Apressadamente também fomos comprar os nossos bonbons e chocolates, porque nos informaram que todas as casas seriam visitadas. Assim tem sido todos os anos, no dia 1 de Novembro.
A nossa aldeia está a crescer, cada vez vêm mais pessoal da cidade viverem e os grupos das crianças têm crescido imenso. Kilos de doces vão se num instante, e alguns chicos espertinhos, vêm uma, duas ou três vezes e trazem amiguinhos novos. Sabem quais são as casas que dão melhores bonbons, é uma alegria vê-los e anos após anos o habituais vão se crescendo.

O que custa mais, é sermos incomodados logo pelas 8h00 da manhã com a campainha a tocar freneticamente, há uns madrugadores que são os mais chatos e da minha casa, coitadinhos não levam nada logo cedo, porque prescindir de mais algumas horitas de sono num sábado é deveras precioso.

Os meus meninos já cresceram, o pão-por-deus é muitas vezes dado por eles, agora preferem o Halloween ou uma noite bem passada na discoteca.

Sem comentários:

 

As visitas em numeros

Ocorreu um erro neste dispositivo